sábado, 18 de outubro de 2014

#49-Resenha: A elite.

Oi pessoal,

Então hoje eu vim resenhar o livro que me fez mais amar a trilogia A seleção, que é a elite o segundo livro da trilogia.
Se você ainda não conhece o mundo de a seleção clique aqui e veja a resenha de a seleção, onde eu falo mais sobre o que ocorre na história.
Em fim essa semana eu terminei de ler o segundo livro da trilogia e meu Deus que livro foi esse???!!!
Pela a minha expressão da pra ter uma noção de como esse livro me influenciou.
Lembrando que dessa vez não terá a minha sinopse pessoal pois a sinopse dos sites de venda esta muito boa, representa muito bem o livro, mas conforme a minha opinião irei acrescentando coisas do livro.

ATENÇÃO se você ainda não leu a seleção, não leia este post pois pode conter spoiler do que ocorre na história.

Sinopse (sites de venda): A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda, ela sente que é nele que está o seu conforto. Porém, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher.

Opinião: A seleção foi (para mim) o livro mais calmo e devagar de toda a trilogia (dos que eu já li) até agora, pois tudo aquilo que a America passou foi apenas o começo, aqui é onde as coisas se complicam de verdade. 
A história começa de onde termina o primeiro livro, quando a America esta mais determinada do que nunca. 
O começo do livro é bem leve e calmo sem muitas emoções (até eu me perguntar se não teria alguma emoção vindo por ai/ bomba) mas como toda trilogia/série começou as emoções quase na metade do livro. 
A primeira emoção que teve quase me deixou de queixo caído porque eu realmente não esperava aquilo, apesar da autora ter dado dicas no primeiro livro, não dava para adivinhar que aquilo iria acontecer, as outras emoções foi vindo mesmo com os ataques rebeldes e as dúvidas da America em relação a coroa (vida amorosa). 
Além disso para a história não ficar muito "parada" a autora foi colocando algumas tarefas para as selecionadas que restaram, concluírem (para irem eliminando as candidatas), e isso foi um ponto bem bacana que me deixou entretida na história. 
Em relação a distopia a autora foi colocando fragmentos da distopia por partes só que de um modo diferente do primeiro livro. 
De um modo geral esse livro é bem emocionante em diversos sentidos, nos deixando presa na história e revirando totalmente a nossa mente em relação ao triangulo amoroso. 
Em fim uma continuação maravilhosa, que eu não esperava muito apesar de ter amado o primeiro livro. Para mim valeu muito apena continuar lendo essa trilogia e não vejo a hora de ler A escolha. 
Lembrando que nesse livro a autora vai nos dar um ponto diferente do "governo" e um vilão novo (que eu adivinhei no primeiro livro sem querer). 

Então essa foi a minha conclusão sobre o segundo livro da série, eu não falei muito da narrativa porque para mim continuou a mesma.
Em breve eu pretendo fazer dois posts mostrando a vocês as frases que mais me marcou nos dois livros como eu fiz em Harry Potter (livro2).

Para mais informações:

<3 Facebook: Madame Literária

<3 Skoob: Lily

(créditos: Imagem Google, capa do facebook Yuuko Nobuko)

Linda Duarte.